Espelho, espelho meu, não gosto desse reflexo que sou eu!


Se você diz ou pensa nessa frase todos os dias que se vê refletida no espelho, é sinal que sua autoestima não está bem, o que pode afetar seriamente a sua saúde!

A psicanalista Márcia Câmara diz que uma pessoa que não tem uma boa autoestima, não é capaz de acreditar no que diz.

"A pessoa não tem confiança nela mesmo, e por melhor que faça uma tarefa, sempre vai se considerar insuficiente achando que o outro faz melhor."

Esse modo de pensar pode gerar uma série de problemas, inclusive doenças físicas, porque o desgaste emocional vai baixando a energia do corpo e a pessoa fica mais vulnerável, explica a psicanalista.


O pensamento de fracasso é uma constante em pessoas com baixa autoestima. Indivíduos com esse tipo de pensamento interpretam comentários neutros como sendo uma crítica pessoal, por isso, muitas vezes se tornam mais pessimistas e descrentes das relações interpessoais, e podem sofrer
consequências graves como depressão e até o suicídio.

O aprimormento pessoal só é possível ser realizado através do conhecimento de nossas imperfeições e vivência de dificuldades.

A presidente do ISMA-BR, Associação Brasileira Integrante da International Stress Management-ISMA, Sra. Rossi, diz:

“Essa percepção negativa de si mesmo pode desencadear sintomas como pressão arterial alta, problemas gastrointestinais, sentimentos de raiva, culpa e até depressão.”

Estudos realizados pelo Centro Internacional para Saúde e Sociedade, de Londres, liderado pelo pesquisador Michael Marmot, demonstra essa ligação direta entre autoestima e saúde. De acordo com a pesquisa, publicada no British Medical Journal em 2003, pessoas com autoestima muito baixa têm uma diminuição da atividade do sistema imunológico e, consequentemente, um risco maior de desenvolver doenças como infartos, acidentes vasculares cerebrais (AVC), doenças respiratórias e gastrointestinais.


A psicóloga do Hospital Albert Einstein, Lara Luiza Soares de Souza explica:

“A pessoa que tem uma boa autoestima se cuida, se preocupa com sua saúde física e mental e apresenta atitudes que trazem benefícios para a vida.”

A auto-estima é a confiança e o respeito por si mesmo.


Toda a energia que você investe em dizer “sou incapaz” deve ser redirecionada a trabalhar a seu favor, afirmando “eu posso”. Estabeleça uma série de objetivos que possam ser cumpridos, começando com os de menor dificuldade.

Um ensaio fotográfico é uma excelente ferramenta recomendada como terapia e descobrimento de si mesma, em diversos tratamentos, inclusive depressão com origem na baixa autoestima.


Quando você se propõe a encarar uma lente de um fotógrafo, seu sistema nervoso inicia imediatamente a dinâmica fisiológica no seu corpo lhe preparando para superações que irão contribuir no tratamento e resgate da sua autoestima.


Vejamos o que acontece no seu cérebro nesse processo:

1. Sistema Límbico
Os sentimentos alterados de Esperança e de Vontade de Viver ficam registrados no sistema límbico, da mesma maneira como antes estavam os antigos sentimentos de desesperança e de desespero. Haverá uma mudança significativa nessa parte do cérebro.

2. Atividade Hipotalâmica
Uma vez que esses novos sentimentos estejam registrados no sistema límbico, as mensagens são enviadas ao hipotálamo, refletindo o sistema emocional alterado - um novo estado que inclui uma Vontade maior de Viver. O hipotálamo envia à glândula pituitária as mensagens que refletem esse novo estado emocional.

3. Sistema Imunológico
O hipotálamo, por sua vez, inverte a supressão do sistema imunológico, para que as defesas do corpo sejam, mais uma vez, mobilizadas contra as células anormais (enlouquecidas pelo estresse e por emoções negativas).

4. Atividade da Pituitária
A glândula pituitária, ao receber as mensagens do hipotálamo, as envia para o resto do sistema endócrino.

5. Sistema Endócrino
Trata de restabelecer o equilíbrio hormonal.

7. Redução das Células Anormais
Com o equilíbrio hormonal restabelecido, o corpo pára de produzir grandes quantidades de células anormais, deixando um número menor para que o tratamento, ou as defesas recuperadas do corpo, se encarregue delas.

8. Regressão dos Sintomas
O funcionamento normal do sistema imunológico e a diminuição da produção das células anormais criam condições propícias para que doenças regridam. As células anormais que restam podem ser destruídas pelo tratamento ou pelas defesas naturais do corpo.

Dessa forma podemos concluir que a fotografia irá influenciar diretamente nas defesas naturais do seu organismo, proporcionando bem estar e uma vida mais plena com o conhecimento de si mesma.


O que você está esperando para agendar o seu ensaio e presentear sua vida com todos esses benefícios?

Contatos:
Daniel Wander (fotógrafo)
Celular/WhatsApp: (21) 98894-9319
Email: comercial@momentumfotografia.com.br

“É durante as fases de maior adversidade que surgem as grandes oportunidades de se fazer o bem a si mesmo” – Dalai Lama.