Olinda - Uma visita fotográfica ao Centro Histórico de uma das cidades mais antigas do período colonial

Olá!

Depeois de um tempo um tempo sem postar artigos, estamos de volta após a nossa viagem por Pernambuco.

Para inaugurar essa série sobre Pernambuco, vamos falar de Olinda - uma das mais antigas cidades do Brasil e que é declarada como Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade pela UNESCO.

Nosso passeio começa em um dia bastante chuva, pois entre março e agosto é a época mais chuvosa da região de Recife e Olinda. Nossa visitação aconteceu exatamente no mês de abril de 2018.

Uma recomendação imediata ao chegar em Olinda é contratar um guia para acompanhar sua aventura urbana. Eles são capazes de mostrar os principais pontos das ruas e ladeiras dessa linda cidade e referência do carnaval do nordeste. No nosso caso, fomos atendidos pelo Alberes, que é um guia super tranquilo e conhecedor dos detalhes da cidade, com super dicas para visitas, fotos e gastronomia. Você pode agendar a sua visita com ele através do próprio site do guia Alberes, que já tem super dicas sobre Olinda.

Ao contratar um guia, você deve estar atento para que o mesmo seja credenciado pela Embratur. Na verdade o nome certo do guia é condutor nativo. O valor pode variar de R$ 40,00 até R$ 180,00 dependendo do tamanho do seu grupo.

A nossa primeira parada foi na Igreja do Carmo de Olinda, que foi o primeiro templo da Ordem dos Carmelitas nas Américas e  teve sua construção iniciada por volta de 1580.


Depois passamos pela primeira faculdade de direito do Brasil, que fica em frente a Igreja do Carmo. Dalí logo pegamos o carro para irmos para alguns pontos inusitados como a Casa Vermelha e visitar a casa onde se entra pela porta e sai pela janela.




Em seguida formos para o mirante onde se pode ver a cidade de Recife e também onde se encontra o Museu dos Bonecos Gigantes de Olinda.







Em frente ao museu, temos um bom centro de artesanato onde se pode fazer compras e ver um pouco da arte pernambucana.



Na mesma rua ainda, vamos encontrar a escola de samaba de Olinda e a Igreja da Sé que é uma construção do século XVIII.


Depois formos visitar a Igreja e o Mosteiro de Sâo Bento, onde ecerramos o nosso passeio à pé.






Existem muitos pontos a serem visitados. O que foi possível perceber é que um único dia não é o suficiente para visitar tantos pontos históricos e interessantes de Olinda, que realmente merecem um tempo maior para fotografar e curtir.










Uma última dica, para as meninas... Olinda é bem quente... então, sugerimos você dar uma olhada nesses lindos shortinhos na loja parceira (DoIt BR)!



Até a próxima!